Home > SexoComCafe > Como me tornei uma Ninfomaníaca #ContosDeQuarta

Como me tornei uma Ninfomaníaca #ContosDeQuarta

Olá, meninos e meninas! Hoje é dia de conto aqui no blog do Sexo com Café! Hoje contaremos a história da Luiza, uma novinha safadinha que se transformou numa grande ninfomaníaca! Interessante não? Vamos a ele!

 

Oi, amigos. Bom, este é meu primeiro conto, sugiro que comecem por ele, pois tentarei publicar no mínimo um conto toda semana.

Bem, me chamo Luíza, sou cearence e tenho, no momento, 18 anos. Sou morena clara, olhos cor de mel, cabelos crespos na altura do ombro, pretos, tenho 1,60 de altura e 50 kg bem distribuídos já que pratico musculação 6 vezes na semana há dois anos. Tenho a bucetinha inchada por natureza, os seios pequenos mas lindos, a cinturinha fina, bunda grande, pernas grossas e sou safada por natureza rs.

Desde criança, por volta dos cinco ou seis anos (eu sei, muito prematura), eu comecei a conhecer o mundo lindo do sexo. Por conviver com pessoas mais velhas que eu e bem taradas rs, eu comecei a conhecer o corpo humano muito cedo. Sempre tomava banho com os “priminhos”, mas “sem nenhuma maldade”, tmb ouvia os mais velhos conversando sobre o assunto. Aos sete anos, comecei a me esfregar com o filho de uma vizinha, por curiosidade nossa. Toda vez que eu ia pra casa dele, dávamos um jeitinho de fugir e tentar consumar o fato, mas por demos crianças e o pênis dele ser pequeno (ainda é rs) nunca conseguiamos. Passamos anos nos agarrando e isso foi me deixando louca. Nesse tempo, tmb me esfregava com umas amiguinhas, mas com elas era muito mais intenso pq nos chupavamos como loucas. Enfim, com 14 anos finalmente consegui dar minha chaninha. Inventei para o meu pai que teria que ir à casa de uma amiga fazer um trabalho escolar, mas na verdade, eu iria me esfregar com meu vizinho rs. Me arrumei, perfumei e fui, já toda meladinha. No caminho, encontrei um antigo amigo, Henrique, na época ele tinha uns 18 anos. Henrique me convidou para ir a sua casa ver sua irmã recém nascida e de tanto ele insitir, eu fui rs. Chegando lá, ele me disse que sua irmã não estava lá e que na verdade, tudo não passava de uma desculpa parar ficarmos sozinhos. Então ele me pegou, me levou para o quarto e me beijou loucamente. Aquilo me deixou muito excitada, não tinha como voltar atrás. Correspondido, Henrique tirou minha roupa, beijou meus seios e os tocou com a pontinha da língua, chupando-os com vontade em seguida. Desceu pelo meu corpo, beijou minhas pernas que se abriram automaticamente pra receber sua língua macia em meu clitóris. Senti minhas pernas tremerem e em seguida um desfalecer, tinha gozado na boca de Henrique. Tinha que retribuir, então fiz ele sentar-se, tirei seu shorts e logo aquele membro lindo, grosso, saltou para fora. Confesso que me assustei com o tamanho daquele caralho, mas fiz um boquete delicioso, fazendo ele pedir pra meter na minha xota. Ele me deitou, lubrificou seu pau com saliva e introduziu de uma vez seu cacete pra dentro da minha boceta, fazendo de mim, a putinha que sou hoje.

Gostaram? COMENTEM!

FONTE: http://www.casadoscontos.com.br/

Sobre Casal Leal

Casal Leal é um casal de verdade que levanta a bandeira da nova revolução sexual, falando abertamente sobre sexo e relacionamentos para quebrar tabus e preconceitos, uma vida liberal sem ciumes, neuras ou frescuras. Mil Beijos e Fortes Abraços Susy Leal e Junior Leal

Faça um comentário

Não se preocupe seu email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*